Metais Não-Ferrosos

Metais não-ferrosos

 

GERAL
GRUPO
SUBGRUPO
TIPOS 
PRINCIPAIS USOS
Metais
Não-ferrosos
Cobre
 Cobre eletrolítico tenaz – Cu ETP
Cabos condutores aéreos, linhas telefônicas, motores, transformadores, fios esmaltados, interruptores, terminais.
Cobre refinado a fogo de alta condutibilidade – Cu FRHC.
Cobre refinado a fogo tenaz – Cu FRTP.
Aplicado quando a condutibilidade elétrica não for  muito alta.
Cobre desoxidado com fósforo, de baixo teor – Cu DLP.
Condução de fluidos (evaporadores),  trocadores de calor, tubulações de vapor.
Cobre desoxidado com fósforo, de alto teor – Cu DHP.
Cobre isento de oxigênio – Cu OF.
Peças para radar, motores de grande porte.
Cobre refundido – Cu CAST.
Aplicações especiais.
Liga cobre – arsênio desoxidado com fósforo
Trocadores de calor, condensadores
GERAL
GRUPO
SUBGRUPO
TIPOS
ALGUNS EXEMPLOS
PRINCIPAIS USOS
Metais
Não-ferrosos
Ligas de cobre de baixo teor de liga
Liga cobre – prata tenaz.
Bobinas, contatos, interruptores.
Liga cobre – cádmio (CuCd).
Condutores aéreos, molas, contatos.
Indústria elétrica.
Liga cobre – zircônio (CuZr).
Liga cobre – telúrio (CuTe).
Terminais de transformadores, parafusos, porcas, peças para máquinas automáticas.
Liga cobre – enxofre (CuS).
Liga cobre – chumbo (CuPb).
Conectores, componentes de chaves e motores, parafusos.
Liga cobre – cádmio – estanho (CuCdSn).
Molas e contato elétricos, cabos condutores de ônibus elétricos, eletrodos.
Ligas de cobre de alto teor de liga
Latões (cobre + zinco).
ASTM 210, ASTM 260,  ASTM 360
Objetos decorativos (medalhas, placas), cartuchos de armas, radiadores.
Latões especiais.
ASTM 314, ASTM 353, ASTM 687
Componentes mecânicos e elétricos, porcas, parafusos, rebites, roscas, mancais.
Latões para fundição.
ABNT 11, ABNT 13, ABNT 17
Válvulas de baixa pressão, registros, flanges, engrenagens, peças para água.
Bronzes (cobre + estanho).
ASTM 505, ASTM 510, ASTM 524
Molas condutoras, tubos flexíveis, rebites, varetas de soldagem.
Ligas cupro-níquel (cobre + níquel).
ASTM 704
Construções navais, tubos condutores de água no mar, circuitos de refrigeração.
Ligas cobre – níquel – zinco: Alpacas.
Objetos de cutelaria e decorativos, aparelhos ópticos e fotográficos.
Ligas cobre – alumínio.
Trocadores de calor, recipientes, revestimentos protetores.
Ligas cobre – berílio.
ASTM 172
Molas de instrumentos, componentes de chaves elétricas.
Ligas cobre – silício.
Eletrodos, parafusos, porcas, buchas.
Alumínio
Puro – até 99% de pureza.
ABNT 15040
Artigos domésticos e culinários.
Ligas trabalhadas.
ABNT 16020, ABNT 31220
Aplicações especiais.
Ligas tratadas termicamente.
ABNT 2011, ABNT 2024
Indústria aeronáutica, elétrica, química e mecânica, construção civil.
Duralumínio.
ABNT 2017
Ligas fundidas.
ABNT 15070, ABNT 24860
Mancais para veículos automotores.
Ligas super-resistentes.
SAE 201, SAE 204
Veículos militares, indústria aeronáutica.
Chumbo
Metais babbitt – para mancais.
SAE 13, SAE 15, ASTM 15
Ligas de chumbo para mancais.
Revestimento de cabos elétricos.
Chumbo puro.
Tubos e chapas.
Liga chumbo – arsênio.
Usos especiais sujeitos a fadiga, fluência e esforços mecânicos.
Liga chumbo – cálcio.
Liga chumbo – prata – cobre.
Liga chumbo – antimônio
Tubos especiais para produtos químicos
GERAL
GRUPO
SUBGRUPO
TIPOS
ALGUNS EXEMPLOS
PRINCIPAIS USOS
Metais
Não-ferrosos
Estanho
Estanho
ABNT EB-173.
Estanhação, produção de folhas de flandres.
Liga Sn – Cu – Pb
SAE 11, SAE 12.
Zinco
Zinco puro
ABNT P-EB-302.
Galvanização de chapas, telhados, calhas.
Zamac 3 (Al – Mg – Zn)
Zn A14.
Componentes de automóveis, grades de radiadores, armações de lanternas, tampas de tanques, botões, ferragens em geral.
Zamac 5 (Al – Cu – Mg – Zn)
Zn A 14Cu.
Níquel
Níquel A (99,4% Ni + Co).
Revestimentos, indústria química.
Níquel D (94% Ni + 4,5% Mn).
Fios de velas de ignição.
Duranickel (94 Ni + 4,5% Al).
Varetas de bombas, molas, eixos.
Cast Nickel (97% Ni + 1,5% Si).
Equipamentos para manuseio de substâncias corrosivas.
Metal monel (60 – 70% Ni; 29% Cu).
Indústrias hospitalar e farmacêutica.
Magnésio
Liga magnésio – alumínio – manganês.
Indústria aeronáutica (componentes de motores, fuselagem, trem de aterrissagem), indústria automobilística (caixas de engrenagens), componentes de máquinas, aparelhos elétricos e ópticos.
Liga magnésio – alumínio  – zinco.
Liga magnésio – tório – zircônio.
Titânio
Titânio puro – mínimo 99,2% de Ti.
Estruturas de aviões, tubinas a gás, indústria de mísseis, medicina.
Liga  Ti – Mn.
Liga Ti – Al – Mn.
Liga Ti – Al.
Cobalto
Cobalto puro.
Objetos industriais e como elemento de liga para melhorar ductilidade.
Cromo
Cromo puro.
Fabricação de aços especiais e recobrimento de metais (cromagem).
Irídio
Irídio puro.
Fabricação de ligas duras de platina e ouro, fabricação de pesos e medidas.
Manganês
Manganês puro.
Fabricação de aços especiais.
Ósmio
Ósmio puro.
Fabricação de ligas, principalmente com o irídio.
Ouro
Ouro puro.
Paládio
Paládio puro.
Fabricação de ligas, principalmente com o ouro, platina e prata.
Platina
Platina pura.
Fabricação de ligas, principalmente com o irídio (elevada dureza).
Prata
Prata pura.
Fabricação de jóias, moedas e objetos de enfeite.
Vanádio
Vanádio puro.
Fabricação de aços especiais, junto com o cromo usado na fabricação de ferramentas.
Antimônio
Antimônio puro.
Composição de metais patentes para mancais e acumuladores elétricos.